sem destino 1

Dicas sobre os passeios em Bonito (MS) da equipe “Sem Destino”

Conhecida como a capital brasileira do ecoturismo, Bonito desempenha um trabalho para se manter sem agressão, com baixo impacto ao meio ambiente. Os passeios têm limite de visitantes por dia e é obrigatória a presença de um guia profissional em todos eles. O visitante não precisa se preocupar com nada, só em agendar todos seus passeios com alguns meses de antecedência (de preferência 6 meses, se você for na alta temporada).

Quem não tem intimidade com o turísmo de aventura pode mater a calma, pois o visitante terá os melhores guias, treinamentos e equipamentos pra fazer tudo no seu tempo com toda a segurança. As garotas do Programa “Sem Destino” estiveram em Bonito e voltaram com muitas dicas pra quem quer se aventurar por lá. Confira as dicas e boa viagem!

O que fazer:
Discovery Rio Formoso: mergulho com cilindro no Rio Formoso. Não precisa ter certificado de mergulhador;

Flutuação no Rio da Prata: o passeio tem início com uma caminhada de aproximadamente 50 minutos por uma trilha que passa por uma floresta, onde é possível o contato com aves e outros animais silvestres. Ao mergulhar na nascente do Rio Olho D´água, você flutuará tranquilamente em um imenso aquário de águas cristalinas. A sensação que se tem é de estar voando em meio a animais e plantas subaquáticas. Uma experiência única. “Foi, sem dúvida, o melhor passeio que já fiz na vida”, conta Carol Guarnieri.

Buraco das Araras: passeio contemplativo, trilha ao redor de uma colina com 124m de profundidade e 160m de diâmetro, que possibilita uma visão panorâmica de seu interior, onde muitas araras-vermelhas e outras aves exóticas retornam sempre ao final do dia. A 5 km do passeio Recanto Ecológico Rio da Prata, por isso é bom fazer no mesmo dia do passeio de flutuação no Rio da Prata.

Gruta do Lago Azul: a caverna possui em seu interior um Lago Azul com dimensões que a tornam uma das maiores cavidades inundadas do planeta. Após uma descida de 100m, depara-se com um lago de águas intensamente azuladas, com profundidade estimada de 90m. Desperta a atenção dos turistas e pesquisadores do mundo inteiro. Ninguém sabe ao certo de onde vêm suas águas.
Distância: 20km Duração: 3 horas. Obs: Proibida a entrada de crianças de até 5 anos.

Passeio na Estância Mimosa: duração de 3h30min. Uma agradável caminhada pela mata ciliar do Rio Mimoso, passando por nove quedas d’água de tamanhos e formas variadas. Com paradas para banhos nas cachoeiras, com piscinas naturais, pequenas grutas, mirantes com vista para a Serra da Bodoquena, e até passarelas suspensas para saltos. Uma delas com 6m de altura, que transforma o passeio em uma aventura inesquecível.

Boca da Onça: o passeio dura o dia todo é composto de caminhada por trilha pela mata preservada de aproximadamente 4km, passando por 11 cachoeiras cristalinas, inclusive a Cachoeira Boca da Onça (a mais alta do estado, com 156m de altura), pelo Rio Salobra e por pontos de banho em piscinas naturais. Por meio da plataforma de rapel a vista deslumbrante do Cânion do Rio Salobra e das pequenas grutas existentes no paredão.

Abismo Anhumas: é um dos passeios mais exótico de Bonito. Uma descida de 72m em rapel, por uma fenda na rocha, leva a uma caverna com magníficas formações e um lago de águas cristalinas onde pode flutuar e ver as belezas subaquáticas do lugar. Se você tiver carteirinha de mergulhador poderá ainda fazer um mergulho de cilindro.

Praia da Figueira: para um dia mais tranquilo, não precisa de reserva. Uma lagoa cristalina de água corrente, com mais de 60.000m² para nadar, mergulhar e praticar outras atividades aquáticas, como flutuação, scooter, cama elástica, caiaque, pedalinho e biribol.
Trilha de bike Lobo Guará: trilha de bike da cidade até a fazenda do Rio Formoso e trilha na beira do Rio Formoso, parada para tomar banho em diferentes partes do Rio. Almoço na Fazenda e ida ao mirante para contemplar a cidade de Bonito em um ângulo de 360º.

Projeto Jiboia: uma palestra divertida sobre a sucuri e depois o visitante pode segurar a jiboia, se quiser. Todos os dias às 18h, no centro da cidade.

Bote Rio Formoso: passeio de bote e/ou caiaque para descer as cachoeiras. O visitante pode almoçar na ilha do Padre.

Onde comer:
Na maior parte dos passeios já está incluso ou pode pagar por um delicioso almoço típico sul-mato-grossense. Se for até Bonito, não deixe de experimentar algo típico da região, como a carne de jacaré e o suco de guavira (uma frutinha típica da região, usada para fazer sucos, mousses e doces, com sabor semelhante ao da jabuticaba).

No Vício da Gula, é possível experimentar um lanche bem diferente: um “x-jacaré” (R$ 12,00) e um milkshake de guavira (R$ 4,00).  Endereço: Rua Pilad Rebuá, 1852, Centro.

O Oca Bar tem música ao vivo, clima gostoso e você pode optar por jantar ou apenas beliscar petiscos de mandioca e tomar uns drinks. Endereço: Av. Cel Pilad Rebua, 1996.

Casa do João Bar e Restaurante. Endereço: Rua Nélson Felício esquina com a Rua 24 de Outubro, Bonito – MS 

Com informações: Multishow

sem destino